fbpx
Criciuma/SC
48 99908.2130 / 48 3411.5279
contato@terapiacriciuma.com.br

Hipnoterapia

Transformando Vidas!

A Hipnose Ericksoniana é uma abordagem feita sob medida para cada tipo de paciente, focada na solução do problema e baseada na utilização de tudo aquilo que o paciente traz inclusive a resistência à sua própria melhora.

A Hipnoterapia é um instrumento importante que pode ser usado no tratamento de inúmeros sintomas em diferentes diagnósticos.

Milton Erickson (1901 1980), psiquiatra norte-americano, estudou e desenvolveu a comunicação para melhor atender seus pacientes utilizando a hipnose como ferramenta básica de trabalho. Logo cedo ele percebeu que cada indivíduo respondia diferentemente às técnicas e aos estímulos apresentados, e por isso passou a utilizar a hipnose de forma única; adaptada à realidade individual apresentada pelo paciente. Milton Erickson direcionava a atenção de seu cliente para aspectos de interesse e utilizava a linguagem pessoal (a forma como cada pessoa se comunica com ela mesma) a seu favor.

A Hipnose Ericksoniana procura conhecer a linguagem de cada paciente e sintonizar­se a ela para acessar o seu inconsciente. Como respeita os valores, crenças e padrões individuais, consegue atuar sem causar possíveis resistências que impeçam uma avaliação aprofundada.

Com isso, permite que o próprio sujeito entre em estado de atenção voltado para si mesmo, obtendo o autoconhecimento necessário na busca pelas respostas que solucionem seus conflitos.

Por meio das próprias vivências individuais, é possível elaborar estratégias de orientação e modificação mais assertivas, porque são especificamente voltadas para aquele sujeito. Dessa forma, a hipnose Ericksoniana é eficaz no tratamento de problemas diversos, como ansiedade, medos, angústias, depressão, entre outros.

Na Hipnose Ericksoniana, o terapeuta apenas coloca o paciente em contato com os recursos que ele mesmo dispõe em seu inconsciente, de modo que comece a desenvolver um conhecimento sobre si mesmo capaz de melhorar o que está atrapalhando a sua vida. Assim, a técnica pode promover intervenções que resultem em mudanças no comportamento do paciente.

Mitos da Hipnose:

Hipnose é sono?

Não. O transe hipnótico é um estado modificado de consciência denominado estado Alpha, nesse estado, diferente do sono fisiológico, há uma forte atividade elétrica no cérebro devido ao altíssimo nível de concentração em que o sujeito se encontra. Simplificando a hipnose ao máximo, podemos defini-la como monoideísmo, isto é, foco absoluto nas imaginações.

Hipnose é controle da mente?

Não. Hipnose é uma parceria de confiança entre hipnólogo e sujeito, logo se o sujeito não quiser ser hipnotizado, não será. Antigamente falava-se que o hipnólogo se tornava o operador da mente do sujeito hipnotizado, mas eu diria que o hipnólogo é mais um facilitador do transe, ele faz a ponte entre a mente consciente e o inconsciente, permitindo assim que o sujeito acesse um estado adequado de consciência para experienciar o potencial de sua própria mente.

Hipnose só funciona em pessoas mentalmente fracas!

Se isso é verdade, 100% das pessoas que consegue prestar atenção são mentalmente fracas, afinal se você “sonha acordado”, diverte-se lendo um bom livro, “viaja” ouvindo uma história interessante ou vai ao cinema para se emocionar com um filme, você entra em transe.

Sabe quando uma pessoa está com um olhar perdido, aparentemente distraído e quando você chama a atenção dela, ela toma um pequeno susto? Essa pessoa não está distraída, na verdade ela está hiper concentrada, isto é, em transe.

A verdade é que de vez em quando, o nosso cérebro “hiberna” por alguns minutos para economizar energia, já pensou se você precisasse tomar consciência de tudo o que faz o tempo todo?

Repare em quem dirige carro, quando ela estava aprendendo, achava tudo complicado, direção, marchas, freio, acelerador, embreagem e tudo ao mesmo tempo!

Mas agora, ela opera tão inconscientemente (no automático) que comete até a imprudência de falar no celular enquanto dirige. Basicamente, se um ser humano é capaz de se concentrar e obedecer a instruções, ele é pode ser hipnotizado.

O sujeito hipnotizado fará tudo que o hipnólogo mandar.

A mente humana não é “casa da mãe Joana”, existem princípios morais particulares de cada pessoa e esses princípios são obedecidos e protegidos pela mente inconsciente do sujeito, por isso é certo afirmar que uma pessoa hipnotizada não fará nada contra seus princípios morais (religião, família, valores, integridade física), isto é, se você não faria “acordado”, não fará hipnotizado.

Hipnose é considerada uma técnica esotérica?

Não. A hipnose é um fenômeno neurofisiológico legítimo, onde o funcionamento do cérebro possui características muito especiais, tais como relaxamento muscular, anestesia, dilatação da pupila e hipermnésia (reforço na memória).

Durante o transe, acontecem realmente alterações no cérebro e isso já foi confirmado em uma pesquisa, por exames em voluntários através do encefalograma. Talvez no misticismo, exista um pouco de hipnose, mas na hipnose, não há nada de místico.

Uma pessoa pode não voltar do transe?

Voltar de onde? Você não vai a lugar nenhum. A vantagem de ser hipnotizado é que você pode viajar o mundo todo sem sair do seu corpo, apenas com sua mente.

Por fim, a hipnose é um método seguro tanto para o entretenimento (rua, palco) como para o ambiente clínico (hipnoterapia e afins).

Se você acredita em Deus, veja a capacidade/habilidade para ser hipnotizado como um presente divino para o seu auto aprimoramento, mas se não acredita em uma divindade, veja a hipnose como uma ferramenta poderosíssima que a natureza deu ao ser humano para acelerar as mudanças internas positivas possibilitando uma evolução de qualidade.

Olá!
Posso ajudar?
Powered by